De uma maneira geral, os homens sempre se preocuparam com a aparência, mas os cuidados se resumiam a barba, ao corte de cabelo, e a prática de algum esporte para manter o peso ideal. Mas com a evolução da sociedade e as mudanças de valores, os homens passaram a investir mais em cuidados para a pele, rosto e corpo. Em decorrência disso, os consultórios dermatológicos passaram a ver o número de pacientes do sexo masculino aumentar.

Ao chegarem nas clínicas, eles geralmente não dominam com a mesma claridade que as mulheres, o que a Toxina Botulínica ou o laser pode fazer pela sua pele, mesmo assim, não abrem mão de melhorar a aparência, principalmente para exibir uma pele mais bonita e saudável no ambiente de trabalho.

A área do rosto masculino que mais exibe o surgimento das marcas de envelhecimento é a testa. Isso acontece porque a famosa zona T – testa, nariz e queixo – é uma das primeiras áreas do rosto masculino que começa a perder gordura.

Outra região do rosto masculino bastante afetada pelo envelhecimento é a área ao redor dos olhos, onde costumam formar traços mais marcados, o que dificulta o tratamento, por conta da profundidade que essas marcas passam a ter ao longo dos anos. Para se obter melhores resultados é importante se iniciar um tratamento preventivo em torno dos 35 anos.

Os procedimentos mais indicados para os homens são a Toxina Botulínica e os preenchedores, os mesmos que são realizados no público feminino. A diferença que existe está na concentração, muito mais elevada quando aplicada em peles masculinas. Outro diferencial, é a técnica empregue, já que a estrutura facial dos dois são bastante diferentes.

A razão dessa diferença na concentração do produto, quando aplicado em mulheres ou homens, é devido ao fato das substâncias durarem muito menos em peles masculinas do que em peles femininas.

Dra. Carolina Ferolla, Dermatologista – CRM-SP 91139
RQE Dermatologista: 25722