Tratamento elimina primeiras linhas finas, bloqueando  processo para que ela não se torne ruga estática

Há algumas semanas estamos falando da importância da prevenção para garantir um envelhecimento saudável da pele. Já explicamos os benefícios da toxina botulínica, do laser e agora é a vez do Peeling. Um tratamento antigo, consagrado, quando o tema é a busca pela renovação celular e que também é muito importante neste planejamento preventivo do envelhecimento da pele.

Os peelings químicos são basicamente ácidos aplicados topicamente para remover as camadas mais superficiais da pele. Com base na profundidade de penetração, eles podem ser classificados em: superficiais, médios e profundos.

No tratamento preventivo os diferentes tipos de peeling são fundamentais para corrigir precocemente as manchas que ficaram da exposição solar ao longo dos anos; evitando assim, que elas piorem com as mudanças hormonais inevitáveis com o passar dos anos.

Eliminam precocemente as primeiras linhas finas, bloqueando o processo para que ela não se torne uma ruga estática. Melhora a textura da pele, principalmente das pessoas que tiveram acne em alguma fase da vida. E desta forma, não tenham que se preocupar com antigas cicatrizes, principalmente porque muitas mulheres voltam a ter acne na menopausa.  E se a pele já está muito marcada, o processo pode ser ainda mais difícil.

A decisão de que tipo de peeling será realizado para garantir o envelhecimento saudável da pele, dependerá de diferentes fatores entre eles: tipo de pele, características da pele no momento da aplicação, que tipo de preparação foi realizada antes do procedimento e finalmente que tipo de problema se espera atingir com o ácido.

Nos casos em que a pele está grossa, irregular, com cravos e se visa uma pele mais lisa o Peeling Químico Superficial pode ser o ideal. Ele tem um baixo custo, pode tratar todos os tipos de pele e consegue melhorar várias alterações da pele ao mesmo tempo. Algumas vezes são necessárias várias sessões, mas ainda assim é considerado um bom tratamento preventivo de baixo valor.

O Peeling Químico Médio tem uma atuação um pouco mais profunda, consegue eliminar não só as linhas finas, mas as rugas moderadas, também. Além disso, age estimulando a produção de colágeno e tem um efeito clareador mais forte. Costumo recomendar para as pessoas que com fotoenvelhecimento moderado, ou seja, já apresenta rugas mais marcadas, manchas solares e até mesmo queratoses. Ele também é classificado como um tratamento de baixo custo.

Por atingir as camadas mais profundas da pele, alguns pacientes não se enquadram como sendo os ideais para o tratamento, pois dependendo de um grupo de características, eles levam a um maior risco de manchas, sendo indicado o uso do laser, que tem um maior controle sob estes tipos de pacientes. A recuperação costuma ser em torno de uma semana, um prazo mais longo que quando foi usado o peeling leve.

Diversos fatores podem influenciar a penetração do peeling: composição química do ácido, sua concentração, O PH da pele, o tempo de aplicação, a técnica de aplicação, a quantidade aplicada.

Os tratamentos com peeling são contra indicado em quadros de alergia aos componentes do produto, gravidez, amamentação e doenças cutâneas em atividade.

renatoReforçando a necessidade de ser aplicado por um médico dermatologista, único profissional capaz de reconhecer as doenças da pele.

Fonte: Dr. Renato Lima – Ferolla Médicos Associados
CRM: 129410